Escolha uma Página

Empreendedorismo

Abrir meu Próprio Negócio: 5 dicas que eu Gostaria de Ter Lido

Escrito por Diogo Fernando em 26 de fevereiro de 2018

Eu não sei você, mas antes mesmo de abrir o meu próprio negócio eu me via como um “Neymar dos Negócios”, um sucesso total com minhas empresas crescendo feito um foguete e contratos milionários assinados.

Normal para uma pessoa cheia de sonhos com vinte e nove anos de idade, formado em administração e com experiência profissional em grandes empresas.

Até aí tudo bem!

Acredito que essa é uma fase em que todo empreendedor de primeira viagem e apaixonado pelo seu negócio passa.

“Não tem como dar errado, eu fiz um plano de negócios e agora é só por para funcionar,” eu pensava inocentemente.

Mal sabia naquela época que as contas nas planilhas do Excel não levavam em consideração os sentimentos das pessoas, imprevistos e algumas decisões que não podem ser refeitas.

Eu resolvi escrever este artigo por que eu deveria ter lido essas dicas simples, antes de abrir o meu primeiro negócio e levado a sério.

Antes de abrir meu próprio negócio, o ego às vezes me impedia de observar algumas coisas e espero que as dicas abaixo te faça refletir sobre pontos que podem ser muito importante no desenvolvimento do seu projeto.

Veja quais são:

5 Dicas Antes de Abrir meu Próprio Negócio

1 – Por Favor, Conheça bem em que Mercado Você está Entrando

 

Não importa o conhecimento que você tem, conheça o mercado no qual você está entrando como a palma da sua mão.

Faça pesquisas, realize entrevista com quem está no mercado há algum tempo, faça análise do comportamento do consumidor final.

Se precisar, imagine todo o trajeto do seu futuro cliente antes de entrar na sua loja, desvende os pensamentos dele.

Preveja o que ele pode imaginar sobre sua loja, seu produto, serviço ou até mesmo sobre você.

Isso foi um dos meus principais erros ao abrir meu negócio físico.

Você deve tentar entender cada passo do seu futuro cliente, entenda quais são os motivos, desejos e por que ele compraria de você.

 

2 – Independente do Quanto Sua Ideia seja Boa, Valide-a Antes de Começar

 

Eu sei que sua ideia é boa e todas as pessoas que estão prontas para iniciar um negócio pensam assim.

Porém, você vai correr um sério risco se não validar sua ideia antes de começar.

Porque se não tiver muito dinheiro no início para fazer investimento pesado antes de começar, você vai depender de suas primeiras vendas. E se caso elas não acontecerem, seu negócio vai patinar até você não ter mais dinheiro para cobrir os prejuízos.

Entenda uma coisa, no começo do seu negócio, as pessoas ainda não conhecem você ou seu serviço, portanto você terá o trabalho de explicar o que você faz, como você faz e pra quem você faz e ao iniciar um negócio, muitas pessoas esquecem de traçar esta estratégia.

Pergunte-se a si mesmo, como o meu público alvo irá encontrar meus produtos?

Se você não tiver dinheiro para fazer um marketing inicial pesado, executar essa estratégia será extremamente importante.

Caso você tenha uma ideia super inovadora, validá-la é essencial por que no meio do processo de implementação você descobrirá melhorias que serão necessárias realizar antes de lançar para um grande mercado.

Peça a um pequeno grupo de pessoas para experimentar seus produtos e receba feedbacks.

Grandes empresas como o Facebook, Apple e Dropbox utilizaram a estratégia chamada M.V.P (Produto Mínimo Viável) que são testes iniciais para validar a viabilidade do negócio.

Estratégia muito utilizada entre as Start Ups, para verificarem se será viável ou não continuar com aquela ideia e lançar no mercado.

 

3 – Avalie Bem o Público-alvo

 

Imagine o seguinte:

Um empresário descobre um vilarejo isolado e verifica que eles não têm acesso nenhum a tecnologia.

O que é mais importante para os moradores do vilarejo no momento?

Equipamentos tecnológicos, um bom sinal wifi e redes elétricas ou um aplicativo sensacional que os ensinem a usar a tecnologia?

Claro que é a primeira opção.

Se você aparecer com um aplicativo inovador para este público que nem sabe o que é tecnologia, sua empresa vai quebrar em poucos dias.

Você deve procurar vender ao seu público o que ele realmente precisa, senão você irá atingir poucas pessoas e se esses poucos clientes não conseguirem te gerar algum lucro, você quebra.

Você pode ter a ideia mais sensacional do mundo, porém se não tiver público para comprar, você estará fadado ao fracasso.

 

4 – O Público Vai Valorizar o Diferencial do seu Produto?

 

Vamos supor que você vai criar um produto Gourmet, com alimentos selecionados e custando o dobro do preço do mercado local.

O público que você deseja atingir vai querer pagar mais para consumir o seu produto?

Será que ele irá dar valor ao seu diferencial?

Essas são as perguntas que você deve fazer antes de arriscar investir no seu negócio. Principalmente em loja física.

Graças ao avanço tecnológico ficou mais fácil fazer esta avaliação.

Use as redes sociais, Facebook, Instagram para lançar o seu o produto e veja quais são as primeiras impressões do seu público-alvo.

Avalie qual é o perfil das pessoas dispostas a pagarem pelo seu produto.

Descubra o local e monte seu negócio lá, perto dessas pessoas e não em qualquer lugar que você acha que vai dar certo. 

 

5 – Pense Bem, Você Vai Aguentar Tudo Sozinho?

 

Muitas vezes o Empreender é uma atividade solitária.

Pense bem, você estará sozinho, principalmente se você é o fundador do seu negócio.

Todas as decisões que você tomar serão de responsabilidade sua e de mais ninguém.

A escolha final será sua.

Esteja preparado para tomar atitudes rápidas e mudar de estratégia quando for necessário, avaliar dados, números, conhecer de perto todo o processo de seu negócio e entender cada passo sua empresa dá e por que dá.

Empreender não é só colocar seu dinheiro na empresa e depois retirar os lucros no final do mês.

Requer muito trabalho, tempo, disposição e bastante força de vontade para fazer acontecer.

Lembre-se que a empresa sempre terá a cara do seu dono. Um dono organizado terá uma empresa organizada. Um dono desleixado terá uma empresa desleixada.

Entenda seus Processos.

Entenda seus Produtos.

Entenda seus Colaboradores.

Não seja leigo, procure conhecer cada detalhe do seu negócio e mercado.

Bom, apesar de ter cometido alguns erros, isso me fez crescer e amadurecer muito financeiramente e como empreendedor.

Há certas coisas que precisamos fazer para aprender, crescer e ganhar experiência, não me arrependo de nada, pois hoje meu nível de conhecimento é muito maior que há alguns anos.

Portanto, embora corra alguns riscos, nunca é tarde e é sempre gratificante empreender.

Aposte em seus sonhos e na sua competência para fazer acontecer.

Grande Abraço.

 

Designed by Makyzz / Freepik

 

 

Sou apaixonado por ideias inovadoras e empreendedorismo. Formado em Administração de Empresas e agora Empreendedor Digital.

 

 

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ler Políticas de Privacidade.

Criado por WP RGPD Pro

Pin It on Pinterest

Share This